Papai Noel ou Papai do Céu?

O Natal chegou! A cidade enche-se de brilhos, luzes, cores, balões, anjos, até neve em pleno verão. E no meio de tudo isso a grande atração da festa: o Papai Noel. As pessoas aguardam ansiosamente seus presentes envoltos em fitas de cetim e papéis brilhantes, remetendo à beleza e ao luxo.

Tudo isso para celebrar um Meninozinho envolto em pobres panos, deitado numas palhas, há cerca de dois mil anos, num abrigo de animais, em Belém.”[1]

Nossas crianças estão envolvidas nesta festividade e não podemos aliená-las desta data, mas deveríamos usá-la como um momento propício para ensino e aprendizagem sobre Jesus, sua história e as virtudes que Ele quer que tenhamos. A cultura do consumo que faz shoppings ficarem abertos até de madrugada deveria ser trocada pela encorajamento da generosidade e gratidão, a comilança desmedida deve ser trocada pelas ações de graças ao alimento concedido por Deus e moderação, e as crianças devem ser alertadas a não idolatrarem uma data ou um personagem como o Papai Noel, mas devem ter ciência de que tudo é dado pelo Papai do céu que é gracioso em nos dar mais do que merecemos.

O natal é a celebração do nascimento de Jesus, a celebração que o salvador nasceu, que a luz veio ao mundo. Esse é o maior sentido do Natal e temos a responsabilidade de ensinar corretamente essas verdades para as crianças.  

Uma amiga minha diz nessa época para os seus filhos que nós trocamos presentes porque o natal representa o nascimento de Jesus e que Jesus é tão bom, tão bom que permite que as pessoas ganhem presentes no dia do aniversário dele. Ela diz que sempre fica reforçando que os presentes, a brincadeira com papai noel, árvore de natal não são mais importantes do que o nascimento de Jesus.

Enfim, que os pequenos entendam que o presente mais importante que comemoramos no Natal não é o aquele brinquedo caro que elas acham que o Papai Noel pode trazer, mas a vinda de Jesus, filho de Deus, ao mundo, que nos oferece a verdadeira luz que nunca se apaga, a verdadeira felicidade e o presente mais importante que é a salvação.

Feliz Natal!

Notas:

[1] Meireles, Cecília. Trecho extraído do livro “Quatro Vozes“, Editora Record – Rio de Janeiro, 1998, pág. 80

Foto de capa: Arquivo pessoal de Fabiana Brito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: